Folha de rosto ABNT – Como se faz uma folha de rosto?

Não sabe como fazer a folha de rosto do seu trabalho de acordo com as normas da ABNT? Não se preocupe! Aqui está um passo a passo completo e um modelo pronto para ajudar você a criar uma folha de rosto impecável.

A folha de rosto é fundamental para apresentar informações importantes sobre o autor, curso e objetivo do trabalho.

Além disso, ela é a segunda página do seu trabalho, logo após a capa. Siga o nosso guia e tenha a certeza de estar cumprindo todas as normas da ABNT exigidas para sua folha de rosto. Vamos lá?

O que é ABNT?

NBR ABNT
NBR’s da ABNT

A ABNT, ou Associação Brasileira de Normas Técnicas, tem uma importância vital para diversos setores do país. Fundada em 1940, ela tem a função de definir normas e regras técnicas que impactam o comércio, a indústria e até a prestação de serviços no Brasil.

Muitas pessoas pensam que as normas da ABNT só são relevantes para pesquisas científicas da faculdade ou para a realização do TCC, mas isso não poderia estar mais longe da verdade.

As normas definidas pela ABNT afetam diferentes setores da economia nacional e são essenciais para garantir a qualidade e segurança de bens e serviços.

É importante ressaltar que a ABNT é ligada à ISO, a organização responsável por definir normas técnicas em todo o mundo.

Para que serve as normas ABNT?

As normas ABNT têm papel fundamental em diversos setores, desde a indústria até as relações comerciais e diplomáticas. Elas garantem a padronização de peças e produtos, bem como a qualidade e eficácia dos mesmos.

São responsáveis por definir processos necessários em determinados serviços. Sem essas normas, haveria uma grande confusão e falta de padronização no mercado, o que poderia trazer prejuízos para empresas e consumidores.

É por isso que é importante respeitar e seguir as normas da ABNT em todos os contextos em que se aplicam.

Qual é norma ABNT da Folha de rosto?

Para garantir uma apresentação profissional e padronizada do seu trabalho acadêmico, é fundamental seguir as normas estabelecidas pela ABNT. E a folha de rosto, sem dúvida, não pode ser deixada de lado.

Por meio da norma NBR 14724:2011, são especificadas informações obrigatórias que devem constar na folha de rosto, como o título do trabalho, o nome do autor, o nome da instituição, além do grau acadêmico a que se destina.

Seguindo as orientações, você garante uma apresentação organizada e de qualidade, além de evitar qualquer tipo de problema ou confusão futura.

O Que é a Folha de Rosto?

Você já se deparou com a tal “folha de rosto” em um livro e não soube exatamente do que se tratava?

Pois bem, a folha de rosto é a primeira página de um livro ou trabalho acadêmico que contém informações importantes sobre a obra, como o nome do autor, título, data de impressão e editora responsável pela publicação.

Em trabalhos acadêmicos, é obrigatório que constem informações sobre a instituição, disciplina, orientador e data de apresentação.

É uma página fundamental para contextualizar e identificar a obra. Quem diria que uma simples página poderia ser tão importante para a compreensão de um livro ou trabalho acadêmico, não é mesmo?

Informações Obrigatórias da Folha de Rosto

A folha de rosto é uma das partes da tese, dissertação ou trabalho de conclusão de curso que requerem maior atenção.

Afinal, ela apresenta as informações mais importantes sobre o trabalho realizado e deve seguir as normas da ABNT para ser aceita na apresentação ou publicação.

Entre as informações obrigatórias estão o nome do autor, título do trabalho, subtítulo, identificação do trabalho, nome do orientador, cidade e estado e ano de conclusão ou apresentação.

Dar a devida atenção a essas informações é essencial para garantir que o trabalho seja bem recebido e apresentado de forma correta.

Como fazer capa e folha de rosto de um trabalho acadêmico?

Quem já precisou fazer um trabalho acadêmico sabe que a capa e a folha de rosto são a porta de entrada para a sua apresentação.

Essas duas páginas são responsáveis pela primeira impressão que o seu trabalho vai causar, então é preciso caprichar na elaboração.

O processo pode parecer complicado, mas seguindo as normas da ABNT fica mais fácil. Para ajudar você, preparamos dicas valiosas e um template prontinho para ser preenchido. Não perca tempo e confira agora mesmo!

Como Formatar a Folha de Rosto

Para uma folha de rosto impecável, é necessário seguir algumas regras básicas de formatação. O nome do aluno deve estar em fonte Arial, tamanho 14, negrito e em letras maiúsculas, centralizado e com espaço simples entre as linhas.

É importante lembrar de deixar 12 espaços entre o campo do nome do aluno e o título e subtítulo do trabalho.

Esses pequenos detalhes fazem toda a diferença na apresentação do seu trabalho acadêmico ou profissional e demonstram seu cuidado e atenção aos detalhes. Então, mãos à obra e formate sua folha de rosto com perfeição!

Os primeiros livros impressos não possuíam folhas de rosto livro. O texto começaria, então, na primeira página. Uma das perguntas mais frequentes dos alunos é como fazer folha de rosto? Como fazer folha de rosto abnt? E abnt capa e folha de rosto.

Primeiramente você precisa saber que existe alguns requisitos de como fazer a folha de rosto seguindo a norma ABNT. Mas antes de tudo é preciso entender sobre a estrutura do TCC que ilustramos abaixo:

Folha de rosto
Estrutura do tcc folha de rosto

De acordo com essa estrutura ainda precisamos entender cem qual parte do trabalho acadêmico a folha de rosto fica localizada, e para isso preparamos uma ilustração de acordo apenas com os itens obrigatórios que deve ser colocado em um TCC, onde deve ficar e como fazer a folha de rosto ABNT:

Posição da folha de rosto
Posição folha de rosto

Tipografia na página de rosto

A tipografia utilizada na folha de rosto é um aspecto importante na composição do livro. É preciso estabelecer uma ordem dos dizeres de forma inteligente para criar uma folha de rosto que seja agradável e convincente para o leitor.

Mas, para alcançar esse resultado, é fundamental entender a obra como um todo. A folha de rosto é composta por poucos elementos, mas precisa ter substância própria e arranjos inteligentes para preencher a página de forma adequada.

As normas e formatos utilizados para criar uma folha de rosto são baseados em séculos passados, mostrando a importância e relevância desse aspecto na história da composição tipográfica.

Anverso da Folha de Rosto

Ao começar a elaborar um trabalho acadêmico, é importante prestar atenção aos detalhes da folha de rosto. O anverso, ou parte da página que fica à direita, é especialmente relevante para dar as informações essenciais sobre a obra.

Nele, é possível encontrar o nome do autor, título e subtítulo, quando há, além do número de volume e a natureza do trabalho. É importante não esquecer de incluir o objetivo (grau pretendido), o nome da instituição e a área de concentração.

Os nomes do orientador e do eventual coorientador também precisam estar presentes na folha de rosto.

Por fim, não podemos deixar de mencionar o local e ano de depósito do trabalho. Cuidar desses elementos desde o início é uma forma de garantir a excelência da obra e evitar possíveis problemas.

Elementos do anverso da folha de rosto

Os elementos do anverso da folha de rosto podem parecer simples, mas são fundamentais na apresentação do seu trabalho acadêmico. A folha de rosto é o primeiro contato que o leitor tem com o seu trabalho, e por isso é importante que ela seja bem elaborada e transmita profissionalismo.

Além das informações básicas, como o título e o nome do autor, é preciso estar atento ao tipo e tamanho de fonte, ao alinhamento e a outros detalhes que fazem toda a diferença.

Com este guia, você terá todas as orientações para criar uma folha de rosto que impressione desde o início.

1. Nome do aluno que é o autor do trabalho

Ao iniciar a apresentação de um trabalho, a primeira informação que deve ser apresentada é o nome completo do autor. Essa informação é essencial para que os leitores saibam quem é o responsável pela elaboração do material.

Ao escrever o nome em letras maiúsculas e centralizá-lo, a folha de rosto se torna mais organizada e de fácil compreensão. As fontes indicadas para essa formatação são Times New Roman e Arial, ambas muito utilizadas em trabalhos acadêmicos e profissionais.

É importante lembrar que não é necessário destacar o nome do autor com negrito, sublinhado ou itálico. O objetivo é informar de forma clara e objetiva, sem perder a elegância.

2. Título do trabalho

Apesar de ser uma informação aparentemente simples, o título do trabalho é de extrema importância. Ele é o primeiro contato do leitor com o conteúdo e deve transmitir logo de cara qual é o objetivo da pesquisa.

É fundamental que esteja bem escrito, de forma clara e objetiva. A dica é utilizar apenas a inicial maiúscula na primeira palavra e negrito no restante do título, além de manter a fonte em Times New Roman ou Arial, tamanho 12.

Posicionado logo após o nome do autor e centralizado, o título deve ser uma síntese concisa, mas que desperte a atenção de quem está lendo.

3. Subtítulo do trabalho

Se o título do seu trabalho já chamou a atenção, o subtítulo pode ser o detalhe que falta para prender ainda mais a atenção de quem lê. É importante escolher um subtítulo que complemente e dê mais informações sobre o que será discutido, mas ao mesmo tempo não seja tão longo a ponto de se tornar confuso.

É comum que o subtítulo seja indicado por dois pontos após o título, e ele pode ser a chance de mostrar a originalidade e profundidade do seu trabalho. Portanto, dedique um tempo a pensar sobre ele e tenha certeza de que ele realmente reflete o conteúdo que será apresentado.

4. Nome do curso e objetivo do trabalho

Através dessa página, é possível identificar informações importantes como o nome do curso e o tipo de formação, seja ela de Ensino Médio, graduação ou pós-graduação.

No entanto, é necessário ter em mente que apenas a folha de rosto não é suficiente para fornecer todas as informações relevantes sobre o trabalho.

Por isso, é importante que o autor utilize o espaço destinado para o objetivo do trabalho, onde poderá detalhar de forma clara e objetiva o que se pretende alcançar com a sua pesquisa.

Dessa forma, a folha de rosto se torna uma peça-chave para que o leitor conheça melhor o conteúdo que será apresentado.

5. Nome do orientador do trabalho

O nome do professor orientador é um elemento fundamental para qualquer trabalho acadêmico.

Além de ser uma exigência das normas da instituição, ter um orientador é a garantia de contar com um profissional experiente que poderá contribuir significativamente com a qualidade do trabalho.

Por isso, é importante informar o nome completo do orientador logo após os dados sobre o curso e o objetivo do trabalho.

Esse é um momento crucial para reconhecer o papel desse profissional e agradecê-lo pela sua dedicação e colaboração durante todo o processo de pesquisa e redação do trabalho.

6. Cidade onde o trabalho foi desenvolvido

A cidade onde um trabalho é desenvolvido pode trazer uma riqueza de informações sobre o estudo realizado. Isso porque a localidade pode ter influenciado diretamente nos resultados ou ter sido um fator importante para a escolha do tema.

Saber a cidade também permite que outros pesquisadores possam ter acesso a informações mais específicas sobre a região.

É interessante imaginar que, mesmo sem estar presente fisicamente no local, podemos nos transportar para lá através dos resultados apresentados no trabalho. Portanto, destacar a cidade na página é uma forma de dar mais contexto e relevância ao estudo.

7. Ano de realização do trabalho

Para garantir a clareza e a transparência nas informações sobre um trabalho acadêmico, é necessário que o ano de realização seja indicado logo após a cidade em que foi produzido.

Essa é uma convenção estabelecida pelas normas da ABNT e que traz muitos benefícios para o leitor.

Ao saber o ano de produção do trabalho, é possível entender melhor o contexto em que ele foi criado, avaliar sua relevância em relação a outros trabalhos daquele período e verificar se os dados e informações apresentados ainda estão atualizados.

Portanto, sempre que for elaborar um trabalho acadêmico, certifique-se de incluir essa informação de forma clara e objetiva.

8. Margens

As margens são uma parte importantíssima da formatação de trabalhos acadêmicos. As normas da ABNT estabelecem medidas específicas que devem ser seguidas não só na folha de rosto, mas em todas as outras páginas do trabalho.

A margem superior e esquerda deve ter um espaço de 3 cm, enquanto a margem inferior e direita deve ter um espaço de 2 cm.

Margens tcc
Margem abnt

Vale lembrar que existem exceções, como a margem esquerda dos itens “Nome do curso e objetivo do trabalho” e “Nome do orientador do trabalho” na folha de rosto, que deve ser deslocada para os 7 cm – 7,5 cm.

A formatação pode parecer um detalhe bobo, mas seguir as regras de margens estabelecidas pela ABNT é essencial para a apresentação correta e profissional do seu trabalho acadêmico.

TCC Pronto em apenas 3 DIAS!

O TCC é um dos maiores desafios na vida acadêmica de muitos estudantes. Porém, com o avanço da tecnologia e o uso de técnicas avançadas, é possível reduzir o tempo necessário para finalizar essa importante etapa.

Graças à inteligência artificial, é possível otimizar a pesquisa e organização de dados, facilitando a redação do trabalho em si. Com disciplina e foco, é possível finalizar um TCC em apenas 3 dias, aproveitando ao máximo o nosso tempo disponível.

Se você é estudante e precisa finalizar o seu TCC, experimente adotar essas técnicas avançadas e desfrute de uma conclusão mais rápida e eficiente.

TCC Pronto
TCC em apenas 3 DIAS

Verso da Folha de Rosto

Muitas vezes ignorado, o verso da folha de rosto é uma parte essencial de um livro. É nele que se encontra a Ficha Catalográfica, que é uma espécie de “RG” do livro, com informações como título, autor, editora e ISBN.

É comum que esse espaço seja utilizado para inserir os dados da universidade responsável pela publicação. Apesar de parecer um detalhe técnico sem importância, a Ficha Catalográfica é fundamental para o registro e organização de acervos bibliográficos.

Portanto, ao comprar um livro ou publicar um trabalho acadêmico, não se esqueça de verificar e preencher corretamente o verso da folha de rosto!

Modelo de folha de rosto ABNT

Se você está prestes a finalizar seu TCC ou monografia, é importante se atentar aos detalhes da formatação, incluindo a criação da folha de rosto.

Esse item obrigatório é composto por duas páginas, anverso e verso, e deve seguir as normas da ABNT. Esclarecimento importante: a contracapa é o mesmo que folha de rosto!

Para te ajudar, preparamos um modelo que você pode seguir para criar a sua. Não deixe de conferir e garantir que seu trabalho esteja completo e dentro das normativas.

Folha de Rosto – Exemplo

Para evitar erros na hora de fazer a folha de rosto de um trabalho acadêmico, é importante ter como referência modelos já prontos. Uma sugestão é buscar trabalhos feitos por alunos do mesmo curso e da mesma instituição de ensino, seguindo a padronização exigida.

Dessa forma, é possível preencher corretamente as informações obrigatórias e atender à formatação exigida. Para ajudar na tarefa, há disponíveis exemplos de folhas de rosto que ilustram a correta elaboração desse documento importante.

É preciso lembrar que a folha de rosto é diferente da capa e seguir as orientações corretas para cada uma é fundamental.

Assim como a folha de rosto é composta por anverso e verso, e é obrigatória em trabalhos acadêmicos como TCC (Trabalho de Conclusão de Curso) e monografia. veja abaixo o modelo de folha de rosto:

Modelo de folha de rosto
Modelo de folha de rosto

Elementos do verso da folha de rosto

Embora pareça simples, é de extrema importância em uma publicação. Nele, encontramos dois elementos cruciais: a autorização de publicação e a ficha catalográfica.

A primeira, apesar de não ser obrigatória, é uma prática comum em muitas editoras, e consiste em uma declaração do autor ou detentor dos direitos autorais autorizando a publicação da obra.

Já a ficha catalográfica é um registro com informações como autor, título, editora e ISBN, que identifica a obra nas bibliotecas.

É importante que esses elementos estejam presentes, pois garantem a legitimidade e acesso à obra. Portanto, o verso da folha de rosto merece nossa atenção e cuidado na hora da publicação.

1. Autorização de publicação

A autorização de publicação é um passo essencial para qualquer autor que deseja compartilhar seu trabalho com o mundo.

Ao permitir que sua obra seja divulgada em meios eletrônicos e/ou convencionais, o autor garante que ela seja acessível para um público maior e contribui para a disseminação do conhecimento.

É importante salientar que, ao conceder essa permissão, o autor ainda mantém seus direitos sobre o trabalho e deve ser citado sempre que este for utilizado.

Portanto, a autorização de publicação é não só um ato de confiança, mas também uma forma de valorizar e proteger a própria produção intelectual.

2. Ficha catalográfica

Você já ouviu falar sobre ficha catalográfica? Essa é uma ferramenta importante para a identificação de um trabalho em um acervo bibliotecário.

É um registro que segue rigorosamente as normas do Código de Catalogação Anglo-Americano, que padroniza a organização das bibliotecas de todo o Brasil.

Entre as informações registradas estão a autoria, quantidade de folhas, tipo de trabalho e palavras-chave relacionadas ao conteúdo.

Como é um item bem complexo, muitos alunos procuram a ajuda do bibliotecário da universidade para elaborar a ficha corretamente. Com ela, o trabalho fica facilmente localizável e acessível a todos.

Folha de rosto verso – Exemplo

Verso da folha de rosto
Verso da folha de rosto

Tutorial passo a passo de como fazer a folha de rosto

Fazer a folha de rosto pode parecer uma tarefa simples, mas muitas vezes pode gerar dúvidas e confusão.

Felizmente, este tutorial passo a passo apresenta tudo o que você precisa saber para criar uma folha de rosto profissional e atraente. Você aprenderá desde como definir as margens até como escolher a fonte e o tamanho ideais para o seu projeto.

Não deixe que a folha de rosto seja um obstáculo no caminho da sua apresentação ou trabalho acadêmico. Siga este tutorial e crie uma folha de rosto que causará uma ótima primeira impressão!

Como fazer a folha de rosto passo a passo segundo as normas ABNT.

Folha de rosto em livros

A folha de rosto em livros é a primeira impressão que o leitor tem da obra que tem em mãos. Ela é a porta de entrada para uma nova história ou conhecimento, e é por isso que é uma das partes mais importantes da matéria pré textual.

Além de apresentar o título da obra, autor e editora, a folha de rosto também traz outras informações cruciais, como a ficha catalográfica, créditos e ISBN.

Tudo isso é fundamental para que o livro seja imediatamente identificado em bibliotecas e devidamente referenciado em trabalhos acadêmicos.

Embora muitos livros possam apresentar uma falsa folha de rosto, a verdadeira folha de rosto é essencial para que o leitor saiba o que esperar da obra que está prestes a ler.

Folha de rosto em trabalhos acadêmicos e teses

A folha de rosto de um trabalho acadêmico ou tese pode parecer simples, mas é uma parte muito importante da obra. É a primeira página que o leitor vê e é por meio dela que ele obtém informações básicas sobre o que será abordado.

Por esse motivo, é necessário que a folha de rosto contenha todas as informações essenciais para identificação do trabalho, como o título, o nome do autor, informações do curso e identificação do aluno, orientador e instituição.

Apesar de não ser numeração, ela é indispensável para tornar o trabalho completo e bem estruturado.

Conclusão

A folha de rosto é um elemento importante em trabalhos acadêmicos, pois fornece informações essenciais sobre o trabalho e seus autores. Nela, são apresentados o título, o subtítulo (se houver), o nome do autor ou autores, a cidade e o ano de conclusão.

Seguir as normas da ABNT na elaboração da folha de rosto demonstra cuidado e organização, contribuindo para a apresentação adequada do trabalho. Lembre-se sempre de consultar as diretrizes específicas da sua instituição ou universidade para garantir a formatação correta da folha de rosto.

FAQ:

O que é uma folha de rosto?

A folha de rosto é um elemento presente em trabalhos acadêmicos e documentos formais. Ela apresenta informações essenciais, como o título do trabalho, o subtítulo (se houver) e o nome do autor ou autores. Também pode conter informações como a instituição de ensino, o curso, a cidade e o ano de conclusão.

Como se faz uma folha de rosto?

Para fazer uma folha de rosto, você deve centralizar o título do trabalho no topo da página, seguido pelo subtítulo (se houver). Logo abaixo, insira o nome do autor ou autores. Dependendo das orientações da instituição, você pode incluir outras informações relevantes, como a instituição de ensino e o curso. Por fim, informe a cidade e o ano de conclusão do trabalho.

Qual a diferença entre capa e folha de rosto?

A capa é o elemento inicial de um trabalho acadêmico, que apresenta informações como o título, subtítulo, nome do autor ou autores, cidade e ano de conclusão. Já a folha de rosto é um elemento subsequente, onde essas informações também são apresentadas de forma mais detalhada, incluindo, se for o caso, a instituição de ensino e o curso.

O que vem depois da folha de rosto?

Após a folha de rosto, é comum encontrar a folha de aprovação. Entretanto essa estrutura pode variar de acordo com as diretrizes da instituição ou as especificações do trabalho em questão.

Qual a NBR da folha de rosto?

A ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) não possui uma norma específica para a folha de rosto. No entanto, ela estabelece diretrizes gerais para a formatação de trabalhos acadêmicos, como a NBR 14724, que aborda a estrutura e apresentação de trabalhos acadêmicos. É importante consultar as orientações da sua instituição ou universidade para garantir a formatação correta da folha de rosto.

Listra ABNT

COMPARTILHE:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp