Junte-se a mais de 650k+ alunos satisfeitos. Seu TCC pronto com a melhor preparação.

|

Regras ABNT - Blog

Normas ABNT, Trabalhos acadêmicos, Artigos científicos, Cursos e muito mais...

Iniciação científica: etapas, exemplos e quanto ganha

Iniciação científica: etapas, exemplos e quanto ganha

Atualizado em 

 |

Escrito por:

Você tem interesse em trabalhar com pesquisa? As universidades são ambientes férteis para iniciar nessa superfície, já que são onde grande troço da ciência do Brasil é desenvolvida.

Por isso, elas oferecem espaço para quem quer inaugurar a pesquisar, com a supervisão de profissionais pesquisadores e de outros estudantes que também estão aprendendo.

Essa é a iniciação científica! O programa é uma oportunidade para desenvolver novas habilidades, aprender a pesquisar, estudar sobre sua superfície de interesse mais profundamente e fazer networking com grandes profissionais da ciência brasileira.

Quer desenredar mais sobre a iniciação científica e porquê inaugurar? Portanto continue lendo nascente cláusula!

A iniciação científica é uma modalidade de pesquisa acadêmica desenvolvida com foco no estágio de estudantes universitários, que são orientados por um professor.

É uma oportunidade para que o aluno inicie o contato com a pesquisa científica e aprenda a desenvolver o raciocínio crítico e de pesquisa, além de entrar em contato com o propósito da ciência, que é trazer retorno para a população brasileira.

O estudante desenvolve habilidades porquê sistematização de ideias, organização de artigos, redação científica, apresentações em eventos, pensamento crítico, metodologia de pesquisa e até retórica.

Na iniciação científica, o aluno participa de praticamente todas as atividades que envolvem o dia a dia de um pesquisador, enriquecendo seu estágio e sua formação acadêmica, além do conhecimento teórico relacionado à superfície de pesquisas.

Uma vez que funciona a iniciação científica?

Os programas de iniciação científica geralmente funcionam com bolsas de fomento ao ensino e à pesquisa, mas a participação do aluno também pode ser voluntária.

Sob supervisão de um professor universitário, o aluno e a equipe desenvolvem pesquisas sobre determinados assuntos, de pacto com os interesses e pesquisas anteriores já desenvolvidas do professor ou do grupo de pesquisa escolhido.

Durante a participação na iniciação científica, o aluno pode participar de várias etapas, desde o levantamento bibliográfico e coleta de dados de pesquisa até a escrita e apresentação de artigos científicos.

Cada instituição possui seus próprios processos de letreiro e seleção em programas de iniciação científica, que também pode ocorrer em outras instituições de ensino, porquê centros de pesquisa.

Para participar de um programa de iniciação científica, a dica é procurar professores que pesquisam assuntos de seu interesse, já que as pesquisas desenvolvidas serão submetidas com o escora de um pesquisador da superfície.

Há diversas vantagens em participar de um programa de iniciação científica. Confira algumas delas:

  • lucro de horas complementares;
  • desenvolvimento de habilidades de pesquisa antes da ingressão em um programa de pós-graduação ;
  • experiência;
  • desenvolvimento de siso crítico;
  • networking e contato com professores influentes da superfície;
  • participação em eventos da superfície;
  • reforço no currículo;
  • vantagem na hora de iniciar uma curso acadêmica

Veja também: Protótipo de currículo: 15 opções para você decrescer e preencher

Iniciação científica no ensino médio

Engana-se quem pensa que a iniciação científica só pode ser realizada a partir da graduação. É provável inaugurar as atividades ainda no Ensino Médio, que tem porquê objetivo despertar nos estudantes o interesse pela pesquisa científica e a trabalho prática de seus conhecimentos de sala de pré-seleção.

Para participar de um projeto de iniciação científica no Ensino Médio, é importante que a sua escola ofereça essa possibilidade. Caso ainda não seja provável, que tal incentivar a coordenação?

Ao mostrar que existem alunos interessados no tema, fica mais fácil convencer a governo de buscar escora dos professores para implementar projetos de iniciação científica ainda no Ensino Médio.

Iniciação científica no ensino superior

A iniciação científica no Ensino Superior é muito mais generalidade, já que as universidades são ambientes de professores universitários e pesquisadores que têm contato direto e quotidiano com a produção da ciência.

Para procurar por um projeto do seu interesse, vale conversar com os professores e entender que tipo de pesquisa está sendo desenvolvida na sua universidade.

TCC Pronto
TCC em exclusivamente 3 DIAS

Programas de iniciação científica

Iniciação científica da faculdade

A maioria das faculdades oferece programas de iniciação científica! Os projetos são desenvolvidos pelos professores, que estão sempre contando com a ajuda de estudantes interessados na ciência para continuarem seus projetos.

Se esse é o seu caso, chegou a hora de buscar professores que dão aulas e/ou pesquisam assuntos de seu interesse na graduação e entender quais são as possibilidades de iniciação científica dentro da universidade.

Iniciação científica do CNPq

O CNPq, ou Recomendação Vernáculo de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, é um meio de pesquisa federalista com o objetivo de fomentar o desenvolvimento científico e tecnológico.

Anualmente, recursos do CNPq são destinados à universidades e instituições para estribar e valorizar a produção científica.

Vale lembrar que as universidades são grandes responsáveis pelo desenvolvimento científico do Brasil, e diversas inovações técnicas surgem de projetos de pesquisa desenvolvidos em universidades.

Quanto ganha quem faz iniciação científica?

Alguns projetos de iniciação científica são voluntários, enquanto outros são financiados por centros de pesquisa porquê o CNPq (Recomendação Vernáculo de Desenvolvimento Científico e Tecnológico), Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) ou agências de fomento estaduais, porquê a FAPESP (Instauração de Arrimo à Pesquisa de São Paulo).

Quando os projetos são financiados pelos centros de pesquisa, é generalidade distribuírem-se bolsas para os pesquisadores.

O valor delas depende do proporção de escolaridade do estudante (graduação, mestrado ou doutorado) e da própria escritório de fomento ou meio de pesquisa.

O valor recebido para um estudante de iniciação científica que recebe bolsa do CNPq, por exemplo, é de R$700.

Exemplos de projetos de iniciação científica

É provável participar de projetos de iniciação científica em diversos temas! Iniciativas sustentáveis, saúde, desenvolvimento energético limpo, ciências humanas, ciências sociais aplicadas e ciências exatas são grandes exploradoras de temas para desenvolvimento de pesquisa.

Segundo relatório desenvolvido pela empresa Clarivate Analytics, 60% de toda a ciência brasileira é feita por 15% das universidades públicas brasileiras.

Já imaginou tudo que é desenvolvido em primeira mão nesses ambientes? Em número de publicações, o Brasil ocupa o 13º lugar mundial! Já dá para perceber que existe ainda muito potencial a ser explorado por cá, não é? Se o seu interesse é desenvolver pesquisas, invista na iniciação científica!

O que é Iniciação Científica?

A Iniciação Científica é um programa de mergulho em pesquisa que te coloca na vanguarda do conhecimento. Através de pesquisas e projetos reais, você terá a oportunidade de desenvolver habilidades em pesquisa, estudo sátira e solução de problemas, aprofundar seus conhecimentos na sua extensão de interesse, trabalhar em equipe com outros estudantes e pesquisadores experientes, apresentar seus resultados em congressos e eventos científicos e erigir um currículo de destaque para futuras oportunidades.

Quais os benefícios da Iniciação Científica?

Os benefícios da Iniciação Científica são muitos e diversos. Entre os principais, podemos realçar:
Desenvolvimento de habilidades: pesquisa, estudo sátira, solução de problemas, notícia, trabalho em equipe, gestão de tempo, etc.
Aprofundamento do conhecimento: na sua extensão de interesse, através de um projeto de pesquisa real e sob a orientação de um pesquisador experiente.
Experiência prática: em pesquisa científica, desde a definição do tema até a apresentação dos resultados.
Contato com a comunidade científica: participação em congressos, eventos e workshops, além da interação com outros pesquisadores.
Melhoria do currículo: um diferencial importante para futuras oportunidades de graduação, pós-graduação e no mercado de trabalho.
Desenvolvimento da curso: a Iniciação Científica pode te ajudar a identificar sua vocação e traçar um caminho profissional na extensão de pesquisa.

Uma vez que posso participar da Iniciação Científica?

Os requisitos para participar da Iniciação Científica variam de concórdia com a instituição de ensino e o programa. No universal, os requisitos básicos são:
Estar matriculado em um curso de graduação;
Ter um bom currículo acadêmico;
Provar interesse em pesquisa;
Apresentar um projeto de pesquisa de qualidade.

Onde posso encontrar mais informações sobre Iniciação Científica?

Você pode encontrar mais informações sobre Iniciação Científica nos seguintes locais:
Site da sua instituição de ensino: procure pela pró-reitoria de pesquisa ou pelo coordenador do curso de graduação.
CNPq: https://www.gov.br/mcti/pt-br/composicao/rede-mcti/conselho-nacional-de-desenvolvimento-cientifico-e-tecnologico
Capes: http://portal.mec.gov.br/component/content/article/118-quem-e-quem-1534541290/capes-aperfeicoamento-de-pessoal-570516808/199-capes
Sociedades científicas: busque pela sociedade científica da sua extensão de interesse.
Artigos e sites especializados: existem diversos artigos e sites que tratam sobre o tema da Iniciação Científica.

Search

Junte-se aos mais
de 650k+ alunos satisfeitos.

Assine nosso NewsLetter para receber conteúdo em primeira mão sobre as Normas ABNT – direto na sua caixa de entrada.

Veja mais:

Qual a diferença entre tema e objecto?

Ao ortografar um texto, seja uma redação ou um trabalho acadêmico, é fundamental compreender a …

Sinônimos em trabalhos acadêmicos

A utilização de sinônimos em trabalhos acadêmicos é fundamental para ampliar o vocabulário utilizado e …

O que são as normas Vancouver?

As normas Vancouver desempenham um papel fundamental na espaço da saúde e ciências biomédicas, oferecendo …

Apêndice – Porquê fazer um apêndice ABNT?

As normas da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) são amplamente utilizadas na elaboração de …

Terceira pessoa do singular

Pessoas verbais, também chamadas de pessoas gramaticais ou pessoas da linguagem, indicam a posição de …

Método científico dedutivo

O método científico dedutivo é uma abordagem utilizada na ciência para chegar a conclusões a …